Memória
Prêmio Profissionais da Música

Homenageados

Roberto Menescal

Roberto Menescal

Roberto Menescal é Capixaba, nascido na cidade de Vitória no dia 25 de outubro de 1937. Com 3 anos de idade foi para o Rio de Janeiro.

  • Foi com 12 anos de idade, em quanto passava férias em Vitória, que Menescal teve seu primeiro encontro com um violão. Foi paixão à primeira vista. Pode-se dizer que naquele momento Menescal embarcou em uma longa viagem. Ele e seu barquinho.
  • Com 15 anos Menescal ganhou um material para mergulho, e foi ali que se apaixonou pelo mar e pela caça submarina.
  • Em 1950 Menescal começou a estudar piano, por influência de sua família, e alguns anos depois ganhou um acordeão, que aprendeu a tocar sozinho, e finalmente chegou ao violão – principal instrumento de sua carreira.
  • Com 18 anos de idade Menescal se tornou um profissional da música. Ao perceber o grande potencial de Roberto, Silvinha Telles o convidou para fazer uma excursão de 2 meses da Amazônia até o Rio, com a condição de que ele estudasse música ao retornar.
  • Menescal vem de uma família de arquitetos. Durante sua juventude a pressão para se tornar um arquiteto era grande. Seu pai não tinha certeza de que a carreira musical era uma boa opção.
  • Roberto abriu uma academia musical com seu amigo Carlos Lyra, onde foi professor de violão. Lá conheceu Nara Leão, que virou amiga e parceira em grandes colaborações durante muitos anos.
  • Certo dia Tom Jobim bateu na porta de Menescal fazendo um convite. Sem pensar duas vezes aceitou o convite de participar de uma gravação com seu grande ídolo.
  • Um acontecimento definitivo na carreira de Menescal foi quando Tom Jobim o aconselhou a largar a arquitetura, e virar um profissional da música.
  • A primeira grande composição de Roberto Menescal foi Errinho à toa, com 19 anos.
  • Ao lado de grandes nomes como Tom Jobim, Carlos Lyra e Ronaldo Bôscoli, Menescal foi um dos precursores da Bossa Nova.
  • Foi no apartamento de Nara Leão, em Copacabana, que tudo começou. Formando uma espécie de clube, Menescal e seus amigos se encontravam lá, e ali construíram as raízes da Bossa Nova
  • Um dia em 1961 Menescal e sua “turma da bossa nova” em um passeio de fim de semana, alugaram um barco e embarcaram em uma aventura. Dessa aventura nasceu o maior sucesso de Roberto Menescal. O Barquinho.
  • Menescal foi diretor artístico da Polygram por 15 anos, hoje Universal, onde lançou e trabalhou com artistas de todas as vertentes do MPB como Fábio Junior, Alcione, Emílio Santiago, Fagner, Maria Betânia, Gal Costa e Fagner.
  • Em 1997 Roberto Menescal fundou o selo Albatroz, que emplacou vários sucessos como a séria Aquarelas brasileiras, com interpretação de Emílio Santiago.
  • Menescal em 2017 completa 80 anos de idade, e 60 anos como músico, compositor, produtor e arranjador. Do apartamento de Nara Leão para o mundo. Com sua “turma da bossa nova” Menescal foi um dos precursores de um dos mais importantes movimentos musicais brasileiros. A Bossa Nova nunca será esquecida. O barquinho de Menescal desliza nas águas de oceanos por aí até hoje. O barquinho segue sem rumo, com um âncora que nunca será lançada.

Voltar ao topo