Documentários Musicais

MOSTRA AUDIOVISUAL

Museu Correios

Edifício Apollo SCS, Setor Comercial Sul, 256 – Asa Sul, Brasília – DF

http://www.correios.com.br/sobre-os-correios/educacao-e-cultura/centros-e-espacos-culturais-dos-correios

Quando?

Data: sexta-feira, sábado e domingo

[1º e 2 de novembro de 2019]

Hr: 18h – 20h

Quem pode participar?

Finalistas do Prêmio Profissionais da Música e público em geral participante das oficinas capacitativas realizadas ao longo do dia no Museu Correios

 Capacidade: 200 pessoas

 

PROGRAMAÇÃO

 

1|11 sexta-feira

Hr: 18h – 18:40h
Rádio S.Amb.A.Doc
Diretor: Andre Almeida
Sinopse: O que existe depois da Utopia? O Documentário Rádio S.Amb.A aborda o período logo após a morte de Chico Science, fundador da Nação Zumbi e um dos mentores do movimento Manguebeat, através da feitura do álbum Rádio S.Amb.A, lançado em 2000 pelo selo YB Music e primeiro da banda sem a figura mítica de Chico
Duração: 36 minutos

 

2|11 sábado

Hr: 18h – 19h
Eu, Oxum
Diretor: Héloa e Martha Sales
Sinopse: O documentário “Eu, Oxum” , dirigido e roteirizado pela atriz e cantora Héloa e a cientista social e Yalaxé, Martha Sales, conta a sua história e sua relação com o orixá Oxum, e com outras cinco mulheres “filhas” do mesmo orixá, incluindo a Yalorixá Maria José de Santana, responsável pelo “Ilê Axé Omin Mafé, mais conhecida como “Mãe Bequinha”, que, também conta sua história, como a mais antiga “filha de Oxum” do município de Riachuelo, localizado na região do Vale do Cotinguiba-SE. São 25 minutos de uma narrativa de imagens e memórias do processo individual e diferenciado de cada uma dessas mulheres, em idade, tempo de inserção na religião, relações de parentesco e as funções que ocupam dentro desse espaço sagrado, onde Héloa imergiu e se encontrou em sua busca de espiritualidade, força ancestral, e reafirmação da mulher negra, sergipana em uma caminhada religiosa e ancestral. O filme possui a trilha sonora assinada por Vinícius Bigjohn e Klaus Sena, com canções dedicadas ao Orixá Oxum por artistas contemporâneos a Héloa, trazendo o retrato do sagrado feminino personificado na figura do orixá Oxum e a natureza dos rios e mares, baseada na imagética, arquétipo, características e elementos da natureza, da simplicidade estonteante do lugar representado no filme.
Duração: 25 minutos

Voltar ao topo